domingo, 21 de novembro de 2010

Como viver como se o final de TUDO fosse hoje? Qual a sua VISÃO do APOCALIPSE...

Vivo como se o final do mundo chegasse ao fim... Sem o medo das desmoronações existenciais..., sem o medo dos Tsunamis emocionais..., sem o medo dos maremotos..., sem medo dos terremotos, dos fenômenos que atingem a Ásia, sem o medo medonho das intempéries da natureza..., e sem medo do cataclismo APOCALIPTO cósmico, sem o medo de minha esposa não me amar mais, sem o medo de perder as minhas filhas, sem o medo de ser rejeitado por minha família, sem medo de não ser tido como cristão protestante, sem o medo de ser excomungado da igreja, sem o medo de ter medo de sentir medo por qualquer coisa, objeto, criatura, doutrina, espírito, gente, homem, demônio, anjo, morte, espada, fome, loucura, doença... Sim, eu vivo neste instante da minha existência em Cristo sem o medo de ter medo algum... Apesar de saber que este ‘mundo dimensional’ tem os seus dias contados vivo na esperança de ver um novo mundo espiritual e de um novo ambiente de graça que hão de vir sobre esta vida...

Não vivo espantado com o mal e nem com as noticias veiculadas nos meios de comunicações em massa, eu apenas processo o seu conteúdo e procuro levar a vida numa visão caleidoscópica e de ação espiritualizada.
Eu não desejo desdizer o que afirmei acima, mas talvez eu tenha um pouco de medo de não fazer o bem ás pessoas como alguém que se entregou ao Evangelho de corpo e alma... Eu me questiono sempre & sempre acerca do servir ao próximo segundo os ditames do amor e da compaixão do espírito do evangelho de Cristo! E ponto.
Jamais poderei ignorar a voz da Ciência que nos alerta para um aquecimento global, e uma fatal destruição do Planeta futuramente. Mas como saber evitar tal catástrofe se o próprio homem é causador sumário de todas as convulsões e reações apocalípticas da Natureza?
Insensível e cínico se torna todo aquele que ouve e ver as conseqüências causadas pelas queimadas, pelo assoreamento dos rios e lagos, pela poluição dos mares, pela desertificação causada pela liberação de produtos químicos e metais pesados no solo, pelo degelo da Antártida, pelo efeito estufa, pelos gases poluentes liberados nas camadas de ozônio... E não toma consciência funcional e ainda parafraseia: “Deus nos acuda!”
Paulo havia dito que a criação se tornou refém do pecado do homem!
Sim, toda esta criação sofre e geme com dores de parto..., e pela fé racionalizada pelos desbravadores geológicos alguém possa dizer biblicamente em relação ao planeta Terra: “Aumentarei as dores de sua conceição”.
SIM! Ainda há de sobrevir a este mundo: tsunamis [com mais freqüências e intensidade], maremotos, furacões em vários lugares [devido às mudanças climáticas], tornados, terremotos, maremotos, avanço do mar sobre várias cidades do mundo [o degelo da Antártida devido ao aquecimento global], queimadas, fome, pestes não erradicadas [doenças degenerativas], chuvas acidas, esgotamento dos recursos hídricos, alimento, aquecimento das águas dos oceanos, calor insurpotável (provavelmente derreterão as retinas dos olhos)... Sem se esquecer das guerras com o armamento bélico nuclear que além de obter um poder de destruição em massa deixa com seqüelas terríveis os sobreviventes, e que por si só a guerra já traz consigo a maior parte das mazelas do que já foi escrito acima.
Muitos estudiosos em Escatologia vaticinaram datas e épocas para aos acontecimentos descritos no Livro de Apocalipse e nenhum deles soube ao certo que tipo de harmonia interage com o Universo em expansão, eles apenas imaginaram devido às circunstâncias e o contexto histórico em que eles estavam incluídos como profetas... Ora, e as profecias vão e vem e se vão feito um ‘espiral dentro da cadeia chamada de tempo e do espaço’ em cada geração onde se faz a História! É o mesmo que ver Jesus lendo o A.T. e vislumbrando das histórias narradas sobre Si em gerações remotas a Sua encarnação, pois, é o ‘espírito’ da mensagem que se discerne a profecia revelada a cada geração vivida e não um dia, uma estação e época a ser cumprida por Deus...,
Ora, quando o homem abre a mente para astronomia descobre que existem bilhões de estrelas, milhões de galáxias, centenas de planetas, e milhares de corpos celestes a serem vistos num Universo ainda não visto, posto que não haja como mensurar tal dimensão sideral.
Embora o futuro do Planeta terra esteja ligado ao cosmos, talvez a nossa esperança não esteja de fato nas mãos da ciência deificada pela ignorância de seus cientistas..., Rrsrsr!
Mas de fato está solidificadamente nos pilares que a coloca (Terra) em órbita pelo poder de Sua Palavra que até aqui tem sustentado TODO o Universo e seus Versos!
Não, a Ciência não é uma falácia que se apodera da ingenuidade dos incautos para inquirir e postular os seus pensamentos acerca do Universo e da vida neste planeta em ebulição!
A ciência procura respostas para os fenômenos da natureza enquanto que a Terra geme e arde dentro de um caldeirão sobre o fogo destruidor por descuido do homem insensato que a põe num precipício de destruição e extinção.
O salmista extasiado pelo espírito da criação celebra a bondade divina com poucas palavras: “Se tu me ouvisses Israel [igreja misteriosa de cristo] comeria do melhor da terra”- grifo meu.
E quem poderá fechar os olhos diante do fato de que Deus é capaz de se utilizar dos ‘profetas’ da Ciência para revelar os seus ‘ditos’ não feitos ainda?
Ele tem o direito de cumprir o que disse a Daniel: “No final dos tempos (tempo e espaço) a CIÊNCIA [revelação em forma de conhecimento] se MULTIPLICARÁ [expandirá]”- Grifo Meu.
Como bem colocou Teilhard de Chardin: “Será o Cristo dos evangelhos, imaginado e amado dentro dos limites do mundo mediterrâneo, capaz de abarcar e formar o centro de nosso universo prodigiosamente expandido? Não estará o mundo em um processo de se tornar mais vasto, mais significativo e mais fascinante de que Jeová? Isso não irá explodir nossas religiões? Eclipsar nosso Deus?”
Ora, e se pensarmos na hipótese de que Deus seja de fato esta força CÓSMICA disseminada e evocada pela Nova Era..., o vosso deus não sobreviverá ante aos acontecimentos catastróficos que nos aguarda... Seremos no máximo uma nuvem de poeira cósmica navegando pelo espaço cósmico em busca de um planeta perecedinho com o nosso... E lá povoarmos em seres corpóreos que no mínimo se sintam descontentes com a vida que foi sujeitada a viver. Rsrsr!
O Apocalipse de João nos faz seguro de que todas as palavras apocalípticas [reveladoras] de Jesus Cristo nos evangelhos se desenrolam fatidicamente na visão de João acerca do Filho do Homem em relação Igreja e ao mundo.
Nada é mais emocionante do que fictício ouvirmos nas emissoras de TV a seguinte noticia: “Um objeto não identificado pela NASA pairou sobre a atmosfera terrestre transladou [arrebatou] á força dezenas de centenas de milhares de pessoas...”
Conquanto nada seja mais demoníaco do que vivermos debaixo das neuroses doutrinárias sistemáticas de uma Teologia petrificada e míope que trancafiam nossa capacidade de pensar, imaginar e intuir...,
Sim, torna-se atribulador a vivência de uma grande expectativa de arrebatamento da igreja santificada do Cristo glorificado..., e o mais perturbador de tudo: os lideres se acham no direito de selecionar os que vão ‘subir’ e os que irão ficar!
Aqui não há o côncavo e nem o convexo, e não há dimensão linear e nem natural das coisas espirituais..., Nada pode ser mensurável, não há nada que possa estar nem em cima e nem em baixo..., nem ângulos e nem arestas..., não existe comprimento e nem altura..., não há profundidade e nem largura. O que pode haver é uma drágea de conhecimento espiritual em quem discerne de que Deus é Espírito e não ESTÁ sujeito as formas geométricas, as medidas matemáticas e as físicas espaciais, nem as ciências, as variações do tempo e do espaço e tampouco cabe dentro dos sermões religiosos narcisistas! Ele poderá até dá uma opinião, porém, se definir ou ser comparado com tais ANTÍTESES é brutalmente antitético. RRSSRSR!
Algo que poderia começar a fazer você pensar sobre isso seria a frase do Apost. Paulo: “quem está de pé cuide que não caia”- E se a terra é esférica como posso eu saber se estou de pé ou de cabeça para baixo? Construa um pensamento por via de regra em metáforas!
O que pode haver segundo o olhar perceptivo de quem imagina pela fé com base nas Escrituras é um conjunto de paradoxos espirituais, onde o homem é o ‘rei’ do jogo de xadrez na existência natural e animal.
Para Deus a terra possa até ser arredondada (Is.40), porém, as formas para Ele nada diferenciam da essência que como ‘espírito’ das coisas criadas por Ele estão susceptíveis ás mudanças conforme o ambiente que estejam inseridas.
O homem será sempre homem, mesmo glorificado!
A terra será sempre a terra mesmo destruída por fogo!
O Diabo será sempre o Diabo mesmo sendo preso por mil anos (tempo) em cadeias abismais no Inferno!
A menos que Jesus mesmo sendo o Deus-Homem glorificado [da visão de João], não seja mais o mesmo Jesus-Deus dos evangelhos para você!
Eu sei que tem muita coisa que a gente ver e não é..., e também sei que tem muita coisa que a gente ver mais não existe. E nisso viramos professores em religião, i.e., em transformar a verdade em ficção e a ficção em verdade
Prova disso é a visão das figuras vistas por João no Livro de Apocalipse!
Aquele que falava com João disse: “O que ver..., escreve!”
Ele não disse: “O Que de fato é escreve!”
E quem já leu examinando o Livro do Apocalipse de João entende de que a IMAGINAÇÃO superabundou na vida do teólogo, poeta e profeta, João.
João penetrou em lugares impenetráveis do seu ser [“estava em espírito”] e com os olhos do Espírito obteve uma visão vertical na dimensão que está além da perspectiva teológica em desvendar segundo as aparências materiais ás dimensões das camadas mais longínquas da espiritualidade como firmamento... Veja que João chamou de ANCIÃOS (interpretada como autoridade espiritual ou por possuir as cãs esbranquiçadas?) os seres viventes que se prostravam na sua visão diante do trono de do Cordeiro. Foi o que ele imaginou segundo os parâmetros humanos e já visto por ele, embora no Céu o tempo (tempo e espaço) não existirá! Portanto a cronologia dos fatos do Apocalipse na verdade não está rigidamente numa seqüência de acontecimentos e datas previstas...,
Ele também diz que viu cavalos, almas grandes e pequenas, criaturas exóticas e híbridas...,
Ele faz uso de tipos, metáforas, alegorias, parábolas, anti-tipos e de uma vasta analogia da cultura romana de sua época...
Todavia o Apocalipse aí está...
Sendo visto, lido e vivido por gente dessa geração, se bem que tem gente que vive no mundo de Alice das maravilhas do surrealismo e que sensorialmente jamais entenderá ou perceberá que o ARREBATAMENTO poderá chegar ainda HOJE para ela... Sim, o arrebatamento para muitos está acontecendo agora mesmo, pois, estão descendo a sepultura sem o amor da ressurreição de Cristo[...]... E independe da profecia bíblica onde O Cristo Glorificado romperá os céus deste mundo feito pergaminhos e guerreará ao nosso favor as milícias contra os lobos visíveis e os invisíveis de nossa alma.
O Fim do fim dos tempos!
Agora tente construir o a sua visão do APOCALIPSE de Cristo afim de que você seja salvo do pensamento das tiranias religiosas que impregnaram na sua alma por anos a fio de catástrofes!
Sim leia o Livro do APOCALIPSE de João parafraseando cada capitulo e viva os detalhes de cada episódio que acontece com esta geração e com este planeta.
Mas leia-o com uma mente pacificada e livre de qualquer conceito terrorista de espiritualidade pagã.
Posto que este livro da Revelação do Verbo de Deus Encarnado fosse escrito para aqueles que são a IGREJA [notifica aos meus servos] de Jesus Cristo na face da terra.
E se por ventura você sentir alguns arrepios e em situações mais extremas: uma overdose de adrenalina mantenha-se crente de que as pragas de mortandade e toda a ira de Deus não poderão mais te atingir, pois, você já foi justificado (a) pelo sangue do Cordeiro de Deus e que Permanece sobre o trono a reinar [visão de João].
Expulse o medo de sentir medo do que você hoje ainda não possa ver e apalpar fisicamente.
E deixe que o amor e a graça de Deus invadam o seu universo interior e o leve a trilhar sobre uma vereda imaginária do seu inconsciente espiritual... Ora foi isso o que João sensorialmente sentiu e conheceu com o coração e sem Ver com as mãos!
Sim, o convido para mergulhar na meditação fantástica do APOCALIPSE de Jesus cristo Revelado!
Assim como foi revelado ao Seu servo e companheiro nas tribulações, reino e gloria, João. Poderá ser revelado a você também!
Nele, que de fato revelou ao Seu servo João o que ainda não compreendemos TOTALMENTE pelo conhecimento humano e que espiritualmente O conhecemos em parte, assim como o próprio João disse ao anjo: “eu não entendo!”.

Mano Serafim 11/10/2009