sexta-feira, 26 de março de 2010

A minha referência...

Qual deve ser a minha referência...

Muitos vivem numa busca frenética incansável para se desfazerem de suas bagagens existenciais.
Há uma ação continuada de mentores da hiper-audiência evangélica que visam atingir um público sedento de informações, fórmulas, modelos, movimentos, paradigmas, plágios, clones, discípulos, motivações, estereótipos, performances, proselitismo gospel... Sem tentar desvendar a dimensão de puro antagonismo desta geração de evangélicos judaizantes.
É há uma ressuscitação de judaísmo no meio evangélico que não cabe nos gibis, pois, se assim coubessem. Venderia mais do que a imagem do Cristo crucificado!
Não, hoje eu não vou falar “mal-pro-bem” de meus hermanos da cristandade.
Mas, segue um conselho a ser discernido.
Todavia qual a referência que esta massa evangélica possui?
Ou,
Qual deveria ser a sua referência pelo menos?
Segundo Jesus, todo aquele que se diz Seu, deve reproduzir a sua imagem no ser.
A referência do discípulo de Cristo tem que está impregnada na imagem de quem é semelhante à imagem do Mestre, cuja referência seja Ele mesmo!
Não existem: feitiço, encantamento e nem bruxaria...
Ninguém se transforma nem em príncipe e nem tampouco em sapo!
O que aparentemente muda na estereotipação do discípulo de Cristo é o brilho da Luz de Seu divino Mestre, que o faz andar sem modelos, modelitos e imitações paralelas. Porém na Luz da Palavra!
Quer mesmo saber o que muda para o lado de fora, a parte aparente do discípulo de Cristo?
Nada! Nada muda, e nada se assemelha com o seu líder, não há esse negócio de gestos feitos, clones de performances, trejeitos, ou coisas do tipo “Os dez passos para felicidade no Evangelho” e “ficar prenhe espiritualmente para parir bênçãos materiais”. Isso é ensinamento dos neopsicologélicos..., é pode acreditar, é coisa dos news, el nuevo, de novo! RSRSSR!
Eu não suporto ouvir um líder dizer: “Fulano, homem de Deus é a minha referência”, ou então, “o ministério tal, a denominação tal... é a minha referência no Evangelho!”.
Que pena que estes maninhos se perderam de alguma forma no meio do caminho, o que parece é que estes que buscam UMA REFERÊNCIA fora do EVANGELHO e fora da PESSOA DE JESUS CRISTO, simplesmente perderam a REFERÊNCIA das referências...
Perderam a motivação, perderam a sensibilidade contrita do coração;
Perderam o amor que alimenta a alma e a faz persistir no Caminho;
Perderam a paixão pelas almas perdidas de si mesma, e do Sumo Pastor,
Perderam a paz, a alegria e a felicidade do reino de Deus no espírito;
Perderam a lucidez da Palavra sendo anunciada nas praças, nas caixas de som, ou no gogofone;
Perderam a ousadia dos profetas que por sua vez é fornecida pelo Espírito em chamas;
Perderam a coragem dos mártires, que por “enlouquecerem” de vez por causa do Evangelho, não pouparam suas vidas;
Perderam a adoração, o culto, a Sã doutrina dos Apóstolos;
Perderam a esperança de suas almas – Provocando ambigüidade existencial ante a afirmação de Jesus “Pela vossa perseverança ganhareis vossas almas (vidas)!” - eles apenas se perderam!.
Acredito de que tem muita gente boa de Deus com saudades das bem-aventuranças do Sermão do Monte...
Já não se ouve mais o rouxinol entoar um cântico nupcial.
A noiva está maculada pelas torrentes de doutrinas doentias... São movimentos visionários e ventos de doutrinas quais fazem parte da admoestação de Paulo aos seus conviveres na fé.
Vejo muito dos que se dizem lideres “iluminados” por Deus, atraindo massas para se alimentarem de estratégias e táticas gerenciais, apenas para um mandar sobre o outro semelhante!
Enxergue a sua referência meu irmão... Ela esta ai dentro e ao mesmo instante fora de você [Espírito Santo].
Entende de que Jesus Cristo quando pisou nesta terra de infelizes e lobos de almas, Ele instituiu o modelo, Ele foi o exemplo, Ele era a REFERÊNCIA para todos e para quem o aceitasse no coração. Mas quando Ele retornou para o lugar de onde havia descido, Ele nos deixou um exemplo a ser seguido, uma referência a ser vivida, uma doutrina a ser propagada, um modelo a ser compilado, uma VIDA a ser servida com toda a sua intensidade em amor.
Se você hoje precisa de uma referência que seja o Evangelho da Graça. Um Evangelho a ser visto, discernido e praticado na mente, na alma, no coração e nos pés do chão DA VIDA EM AMOR... (1Co.13). Então ENTENDA somente uma coisa: Contra esta referência não existe reprovação alguma por parte Daquele, Cujo paradigma se concentra na prática do simples Evangelho de Poder.
Evangelho segundo Paulo é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crer.
Ora, eu prefiro não acreditar  de que você esteja posto sob uma referência além do Evangelho da Graça , pois, sendo assim tenha caído da Graça (He.6.1- 6).
Amado (a) acredite você já possui a Referência das referências de que necessita para se auto-afirmar como cristão!
Agora você pode desligar a TV (canal gospel) e ir para o seu quarto orar com total convicção de que quando se recebe a Jesus, todas as demais referências sucumbem!
Você até pode discordar de mim, porém de Deus jamais!
Sabe por quê?

Porque quem não recebe o Filho não recebe também o Pai.

Ora, e desde já sabemos de que o Filho é a única REFERÊNCIA do Pai!
Você conhece OUTRA referência?....
Estou aberto para ouvi-lo!
Rsrsrs!
Apenas Nele, Cujo parecer Seu, já me faz referência Sua.
Mano 31/05/2009