segunda-feira, 29 de março de 2010

O encontro é tremendo..., é tremendo mesmo!!!!!!!!!

No ano de dois mil participei de um retiro espiritual no qual todo mistério que envolvia os participantes do encontro gerava uma ansiedade enorme na alma daqueles que estavam ali só para investigar tal ambiente oriundo da famigerada frase sensacionalista: “o encontro é tremendo!!!”... Sinceramente, não vi nada do que possa dizer: de fato é tremendo!. Nada além de um retiro espiritual num final de semana enfadonho pelo stress...
A eureka gospel boliviana nada tinha a ver com o simples e poderoso Evangelho que conheci aos 12 anos de idade e que hoje e aos 37 anos vivo com tamanha intensidade do que jamais vivi na vida!
Vi gente de todo credo, e adeptos de várias doutrinas evangélicas, neopentecostais, batistas, etc.
Algo que me chamou a atenção foram à esquematização das mensagens, das músicas e o manual das fórmulas prontas... Nada que me ponha numa casta intransponível de rebeldia, cujo gene meu interage com um DNA propenso a rebelar-se, Rsrrsr!
Técnicas psicológicas amalgamadas com mensagens religiosas dosadas de unções pré-requeridas pelos idealizadores de gibis eu-vangélicos – cartilhas de devoção, e manuais de psicologia prática importados dos péssimos psicogélicos de Bogotá. Se bem que hoje o movimento G-12 fora PLAGIADO e patenteado pelo discípulo de Bogotá...
Percebi também um apelo insano pelas liturgias, figuras, símbolos, rituais, pactos, atos proféticos, alegorias, personagens bíblicos..., uma ressuscitação de judaísmo no meio dos seguidores sem destino espiritual algum. Uma verdadeira reviravolta às obras mortas desde os primórdios veterotestamentários da fé.
Também vi gente caindo, pulando, marchando, se rolando pelo chão [regressão hipnótica usada pelos antigos psicólogos], gente gritando histericamente, gente profetando por indução do pregador e pelo diapasão das canções estereotipadas pelos comandos e decretos surrealistas das demandas emocionais em forma fonética de energia positiva.
Num dia destes do encontro pela manhã, depois de uma pregação que tinha como tema o perdão, uma pessoa que eu jamais tinha visto veio em minha direção e me pediu desculpas. Eu fiquei chocado com tamanha insensatez e mediocridade. Perguntei para ela porque estava me pedindo desculpas [o que vc me fez?] se eu jamais o tinha visto na minha vida????? E lá no local das pregações e reuniões nem sequer ele pisou em um de meus pés? Ele me respondeu que necessitaria de pedir perdão para ser sarado naquela manhã! Respondi: então vc vá à pessoa de tal atrito e se retrate com ela, por favor!!!!!!!!
E com todo o amor e respeito que tenho com as pessoas o disse: filho você não tem o que me pedir desculpas de nada, pois, eu jamais o conheci antes – e tem mais, confessar/fazer confissão ou perdoar pecados do que não é (seja) pecado, é PECADO!
-- Sim, eu nuca brinquei de ser crente e nunca brinquei com os sentimentos das pessoas, longe de mim tal loucura religiosamente doentia...
Eu jamais vivi uma falsa realidade no faz de conta no ceio da irmandade evangélica, sempre procurei ser sincero comigo e com as pessoas com quem conheço e me relaciono. E não foi poucos os círculos evangélicos que convivi!
Fui ao encontro do G-12 na ocasião, não porque me faltava direção, graça e motivação quanto as minhas convicções espirituais. Fui por curiosidade na descoberta da ‘causa e do efeito’ das bravatas cristianizadas, e bem mais por atender um convite de um amigo pastor, um manão meu. Embora eu já conhecesse em parte pela boca de outros lideres como funcionava o esquema de parição das fórmulas mágicas dos los hermanos aportuguesados.
Eu apenas desejei como sempre, provar da ‘unção profética'...Rsrrssr!
Ora, aqui estou relatando isso, não por qualquer motivo de inveja ou outro sentimento mesquinho, mesmo porque a minha espiritualidade não se planifica com unções e motivações de lideranças. Mas, sim por uma afirmação minha contra ESTA... Porém, me concentro na vida diária do aprendizado da verdade e no espírito do Evangelho sendo somente um discípulo de Jesus, e quer saber um pouquito mais: eu sou apenas um receptor deste fluxo maravilhoso da Graça e da misericórdia de Deus. Jamais corri; disputei, e cheguei mais cedo ou separei um tempo para ver quem quer seja para pregar a um sermão! Se for circunstancial? Amém, se não, fui!!!!!!!!!
E Deus sabe que nunca fui para a igreja em busca de fogo, dons espirituais, poder, cura, riquezas... , ao contrário disso, Ele sempre me abençoou para dar algo a alguém que precisasse. E se em algum espaço geográfico fui abençoado é por causa de acaso de Deus na vida de quem sempre desejou ser quem é..., um ‘hebreu-peregrino- existencial’ rumo a Canaã Celestial.
É óbvio que Deus já colocou pessoas formidáveis no meu caminho para me abençoar, e no Evangelho a inter-dependência entre gente que deseja ser humanamente gente, e que se sente gente espiritual feito gente boa de Deus, e que de Deus recebe a benção da DEPENDÊNCIA TOTAL.
Pergunto:
O G-12 nos trouxe mais Evangelho ou mais dúvidas quanto ao Evangelho?
O G-12 funciona como uma escola de discípulos de Jesus ou como uma fábrica de super-crentes do SUPEREGO?
O G-12 estimula a prosperidade entre a massa evangélica, cujo interesse seja seleto ou em pró de todos os seres humanos-cidadãos-brasileiros?
O G-12 tem o propósito de anunciar o Evangelho a todas as nações da Terra ou criar o seu reino de 144.000...aqui neste planeta?
O G-12 é uma expressão religiosa e institucional ou funciona como um Estado dentro da própia ideologia religiosa neopentecostal?
O compromisso do G-12 é com a Igreja de Cristo ou com as igrejas que se unem a visão?
Enfim, eu participei do encontro e que para mim foi um desencontro, posto, que o meu espírito ‘surtou’ com tal ensinamento discrepante e alienado da Sã doutrina de Cristo e dos seus verdadeiros Apóstolos [e olha que eu não sou um ORTODOXO]. Pelo menos para mim (é a minha opinião) ou para milhares, Rsrsrsr!
Isto apenas confirma o que eu havia dito a um casal há dez anos trás: Meus amados este negócio de visão celular G-12 não passará de um MOVIMENTO NEO-IDEOLÓGICO EVANGÉLICO, embora não possua nada de novo em seu teor espiritual, apenas há uma NEW(nova) roupagem religiosa, mas com o mesmo pano de fundo de interesse pecuniário: um 'espirito', um vendaval avassalador para os ministérios evangélicos que só existem por aí para disputar território com os conservadores ortodoxos. Posto que o que houve de “igrejas” rachando pelo meio não foram poucas... E ainda hoje tem gente choramingando aos pés daqueles (lideres) que se opuseram na época a tal “ré-forma” celular.
Lembro também que naquela época eu já estava congregando na saudosa Memorial (In memorian), e a galera da convenção batista queria tomar o prédio(quem tem boa mémoria deve lembrar)...[...]
Em Cristo sou livre!
E livre o suficiente para não participar do G-12 e tecer a minha critica cosmoespiritual.
Ora, e quem ama o movimento celular G-12 que o ame de todo o seu coração, pois, eu tô fora!
Quem quiser me entender que me entenda e quem assim também não o quiser, que se entenda com Deus!
Nele, que me encontrou no meio dos dês-encontros de minha vida.

Mano     (Texto escrito em meados de 2008).