domingo, 16 de maio de 2010

Como a Igreja deveria ser no mundo?

Como a Igreja deveria ser no mundo?
Jesus CON-figurou com bastante simplicidade o que a Igreja deveria ser com quatro figuras muito interessante.
A primeira metáfora de Jesus é: LUZ DO MUNDO (Mateus 5: 14-16)
Neste texto, o que caracteriza o fato de a Igreja ser luz seria a produtividade do povo de Deus com relação às obras concretas. Para sermos luz do mundo, temos que produzir obras espirituais (Gálatas 5: 22), morais (João 3:17 e 18) e sociais (Efésios 2: 10 e Mateus 25: 31-40). Ainda que no contexto histórico-cultural.
No entanto, temos que fazer distinção entre obras sociais e envolvimento político.
A Igreja foi chamada por Jesus para fazer a diferença onde ela se estabelece como referência do Evangelho... E jamais fazer conluios com políticos corruptos travestidos de “homem-de-Deus”...
A Igreja é luz do mundo não porque pertença a ele, mas porque o ilumina, o orienta e lhe revela o caminho da verdade pautada no Evangelho. Se o Evangelho não resolver os problemas do mundo, não será a igreja que resolverá tais problemáticas...
A segunda metáfora de Jesus é: SAL DA TERRA (Mateus 5: 13). O sal serve para dar gosto. A Igreja existe para dar gosto à vida. O sal também serve para evitar o apodrecimento, assim como a Igreja serve para eliminar a podridão; na Igreja de Cristo não poderá haver corrupção.
A terceira metáfora de Jesus é: Sombra (Marcos 4:32) para a alma do aflito.
O sal provoca sede e, deste mesmo modo, a Igreja deve oferecer sombra e conforto, pois, para este propósito ela foi levantada, para reunir esses filhos de Deus que andavam dispersos. (João 11: 52; Salmo 84: 3).
A quarta metáfora de Jesus é : FERMENTO QUE SE EMBRENHA NA MASSA (Lucas 13: 20-21).
O plano de Jesus é que a Igreja tenha um papel ‘virulento’, contagioso, que possa influenciar, com fé e salvação, quem com ela tem contato.
Se a Igreja não viver com essas referências que Jesus lhe aplicou, ela não fará falta no mundo; ao contrário da proposta de Jesus, ela será mais uma ‘igreja’ para agregar valores religiosamente pagãos...
Mas se vivermos sendo luz, sal, sombra e fermento no Mundo, certamente impactaremos nossa geração e veremos pessoas sendo salvas, justiça praticada, louvor e gratidão, solidariedade e fé.
A você que Igreja é...
Pense nisso!

Mano Serafim