quarta-feira, 26 de maio de 2010

O relógio da Igreja voltará ao inicio do tempo Primitivo...(1ª parte) 28/07/09

Naquele tempo o fogo do amor pairava sobre a vida dos conviveres da fé no Evangelho...,
As perseguições se esbarravam nas reuniões e nas casas dos discípulos IGREJA-de-Cristo...,
O código de segurança entre eles estava selado na seguinte frase: “Adepto do Nazareno”...,Cuja insígnia da Graça estava na circuncisão de Cristo gravada na alma de cada discípulo.
Deveria possuir esta senha quem assim se convertesse e quisesse juntar-se à IGREJA EMERGENTE que se reunia na casa de João, de Pedro e de Tiago.
Foi assim com Paulo (o velho), Priscila, Timóteo, Eunice, Lóide, Demétrio, Silas, Áquila, Apolo, Junia, Felipe, Cornélio, Epafrodito, Onésimo, Filemon, Afia, Arquipo..., e também com os cristãos da casa de César...,
E não 'serão' assim os dias que aguardam a Igreja invisível de Jesus Cristo?
O júbilo se fazia cada vez mais presente nas reuniões e no meio deles..., havia comunhão no repartir do pão e na Ceia do Senhor – A festa do amor (Ághape) - dentre eles as atitudes de amor se corporificaram na silhueta do Cristo crucificado, ou seja, na praticidade da segurança do amor de Deus, tudo entre eles estava em comum acordo e singeleza de alma, pois, o que havia no meio deles em demasia era: a compaixão, a misericórdia e o serviço ao próximo em amor...,
E era de nos colocar inveja.
O espírito de comum-irmandade que os unia na simplicidade do amor e do espírito do genuíno evangelho, garantia a todos: o direito e a provisão de que unani-mente não passariam necessidades dentre si .
Todos de igual modo criam num só Senhor, em um só batismo, num só Espírito, e tinham uma só fé – a religião (re-ligare) se expressava na vida de cada discípulo com a energia de servir no diaconato sem mácula; na propagação da Palavra da vida como uma ideologia auto-martirizada..., e sem desprezar a assistência aos órfãos e as viúvas...,
E o fascinante de tudo: os milagres fluíam no meio do povo de Deus, pois, assim está DITO e ESCRITO: “e os sinais seguirão aos que crêem”...
Sim, os milagres: da conversão, das provações, das curas, das provisões, dos livramentos de morte, das dispensas, da multiplicação não somente de peixe e de pão, mas de um fluxo inesgotável de misericórdias e compaixão ás nações pagãs que não haviam ouvido o Evangelho (cosmovisão apostólica e evangelistíca)...
E assim Deus ia acrescentando á Igreja (assembléia dos salvos) aqueles que haveriam de serem salvos dentro daquela geração...
De repente no limiar da História, o fluxo da Graça sobre a Igreja se cessou, é o que pareceu...
[...]
E hoje...? Somos obrigados a evocar as ZEUS-logias dos fatos.
Conquanto Deus sempre fosse Deus na sua criação e não Zeus na sua contemplação!
E num lampejo da Graça Ele faz com que os ‘profetas’ da Ciência (astronomia) profetizem escatologicamente.
-- O encurtamento do tempo de hoje não assombra mais a astronomia e nos põe ao teste de estarmos de pé diante de Deus. Posto que tal prudência nos garanta a preservação de nossas própias almas como galardões existenciais - disse Jesus; “na vossa perseverança ganhareis vossas almas”..., a expectativa de um novo céu e de uma nova terra recreará o nosso deleite como um fulgor definitivo que nos aguarda desde tempos longínquos...,
Ora, e se o tempo como vilão inóspito nos decompõe com cruel mortalidade do imediatismo seria auspicioso nos determos com bom ânimo nas promessas do Cristo Ressurreto.
Mas uma dura realidade é termos a consciência de que não estamos fazendo nada em relação ás mudanças, posto que a síndrome LUCIFERIANA abarque a todos quantos que se arrogam IGREJA VIVIFICADA, e que agora não passa de uma representação altamente religiosa e que ainda sobrevive ante as ameaças de uma "grande tribulação"...,
Todavia anelamos pelo tempo remoto em que se podia ser perseguido pelos inimigos da cruz..., entretanto hoje somos perseguidos pelos de dentro da “igreja”. É a Igreja dentro de uma "igreja"..., A Igreja foi sufocada pelos 'espinhos' das doutrinas que postulam uma teologia da transfiguração de um cristo, cujo arcabouço já pronto e rotulado, não se dá ao trabalho de perceber que tal ministério de santificação, restauração e transformação se dão mediante a AÇÃO do ESPÍRITO SANTO no FORO ÍNTIMO DE CADA IGREJA-pessoa. Mas, o que a história nos mostra é que homens espiritualizados põem suas própias loucuras de onipotências surgem no afã de se mostrarem como quem de Deus recebeu tal 'ministério'- O que percebo é que os “nossos ministérios” têm sido na verdade a exposição visceral de nossas doenças de alma.
Sim, a loucura do homem tem mostrado as suas máscaras no decorrer do cristianismo histórico...., e quem é que paga a conta senão o Deus da "igreja" filosofado?
Matam, comem, digerem e excretam em nome do Evangelho...,
Prova disso, é a caricatura do cristianismo ocidental e suas facetas em produzir riquezas incontáveis na disputa pelo poder ao lado do Estado!
Porém a mensagem ‘agonizante’ da cruz fala totalmente ao contrário a ação da burguesia clerical atual. Que côa um mosquito, mas engole um camelo!
Nunca se engane o juízo virá e com ele o relógio do tempo primitivo retornará ao Gênesis do Apocalipse: “será neste tempo em que restaurará o reino de Israel?”.
A pergunta ainda continua ecoando nas gargantas de gerações sem a resposta divina, embora a ação continuada da Igreja Espiritual e Invisível de Cristo clame: MARANATA!
E quem poderá ir além de suas palavras de vida eterna e ser bem-sucedido diante do tempo que espera o momento para estigmatizar como 'catequese' a missão da ‘Igreja’? Sim a idéia de homens que afirmaram que a SALVAÇÃO da humanidade procederia da igreja, historicamente fracassou!
Uma era onde o Diabo conseguiu fazer dos homens: adoradores bruxificados [alquimia espiritualizada], cujos rituais não passam de um cerimonial que invocam um deus canônico e prosélito..., E qual se alimenta: do ódio, do egoísmo e dos desejos mais obscuros de homens possessos de invejas e de lúxurias.
Segundo o N.V., essa utopia organizacional representa Um verdadeiro cataclismo espiritual contra as virtudes impostas pelo DOGMA do Evangelho - A revelação do Cristo de Deus é dada a cada um pessoalmente. E não como se pensa e se ensina de maneira coletivamente doutrinária.
Eh, nas cabeças insanes destes, a doutrina sistemática ensinada nas "igrejas" de irmão para irmão é a foto da anatomia de Deus moldurada nas Catedrais da fé cristão-protestantes.
Por mais perto que Deus esteja são os nossos gritos de liberdade que ressoarão nos corredores politizados de um sistema religiosamente nefasto..., A religião funesta adotou todas as tiranias dos césares... Ela protagoniza Um "Jesus super-star"..., Um Cristo partidarista e sectarista, cujos olhares equivocados sobre a humanidade CRISTALIZADA que geme sem sentir dor (cauterizada) e que engravidam sem gerar vidas (gestação psicodramática)... Não perpassam o temporal e suas escórias-estórias de libertações messiânicas de um passado abstrato...
E assim reverbero: "Muitos males se pare o ócio”.
E a história continuou refém e a mercê do tempo...
E o tempo se fez como o maior vilão da história, trezentos anos mais tarde o cristianismo é oficializado como religião em Roma..., O “Leviatã” (Estado) que dantes se opunha radicalmente contra a doutrina do Nazareno, agora o defende erguendo o lábaro romano da cristandade de maneira mais politizado do que poderia ser, i.e.,- ‘o religiosamente correto’. - A paganização do cristianismo se instala cada vez mais com Constantino no poder... Constâncio, seu pai, seria o seu maior idealizador/mentor no processo que faria de Roma a capital mundial do cristianismo sanguinário de todos os tempos.
Quem conhece a História nunca se deixa enganar, qual Constantino jamais deixou de adorar o deus-sol..., o cristianismo era mais uma estratégia de ‘gerir’ (manipular o povaréu) pessoas..., dado ao velho costume dos romanos de escravizar os seus ‘famigerados’..., do que socializar e democratizar a cristandade. Desde então os Papas da igreja passaram a exercer domínios sobre as decisões do povo que se vêem aprisionados pelas indulgências clericais.
Depois da paganização do cristianismo em vários pontos da Europa, Ásia e África surgem os movimentos pré-reformistas e um destes protagonizadores foi Jonh Hus, cujo servo de Deus, quando se dirigia para a fogueira da noite de são Bartolomeu pronunciou a seguinte frase: “Jesus filho de Davi tenha misericórdia de mim!”...
Pode o tempo retornar as primeiras décadas de perseguição aos cristãos?
E não pense que estou sendo repetitivo, mas é que a história é um museu de grandes novidades, ela está se repetindo HOJE!
No Apocalipse de João a visão avassaladora de uma multidão de mártires salpicados pelo sangue do Cordeiro vinha em direção ao Trono de Deus...,
As profecias Apocalípticas apontam para uma grande convulsão cósmica que afetará a lua, e o sol e o planeta Terra..., podemos também ler em Atos dos apóstolos onde descreve que a lua será transformada em avalanche de silício...
Mas bem antes de todo esse caos cósmico, o anticristo se voltará para a perseguição da Igreja de Cristo..., Para aqueles que amam a Jesus e fazem a Sua vontade aqui na Terra. Os que mesmo não pertencendo a nenhum grupo religioso, denominação, instituição, comunidade, movimento ou religião, mas que guardaram a Sua palavra no exercício do viver santo, e individualmente selado para o advento do arrebatamento iminente.
Aos que pertencem a uma 'igreja' e nada mais além do que isso não perceberão o momento único de pertencer a IGREJA UNIVERSAL DO CRISTO DE DEUS.
“... Estarão dois no campo: Um será tomado e o outro será deixado...”
E porque não afirmar que: estarão muitos na igreja nominal e alguns serão levados e os outros deixados?
O Mundo passa e as sua glorias, mas aquele que serve a Deus permanecerá além do tempo que exige um relógio para marcar o tempo debaixo do céu temporal... Talvez este seja o tempo de o TEMPLO retornar as veredas antigas...,
Veredas que talvez nunca a trilhássemos ou que de alguma maneira nos desviamos delas por um despropósito sem objetivos sinceros...,
O relógio do tempo marca a hora de hoje e os seus segundos voam numa velocidade assustadora...Pois, a cada dia que se vai, o que percebo é que o tempo que perdi não era de fato o tempo exato das coisas se definirem como estáticas e eternas, porém temporárias e sujeitas a mudanças do passar do tempo...,
Entretanto, existe algo que aprendi a valorizar com o tempo e que se eternizará em mim: O tempo não apaga a verdadeira fé..., ele apenas a fortalece e a faz recrear com sincronia espiritual: a nossa forma primitiva de louvar, de adorar, de servir e de amar ao Salvador. E isto requer compromisso nosso!!!!!
Portanto querido (a) acerte os ponteiros de seu relógio e como Igreja preciosa recomece os cultos domésticos, as intercessões na madrugada, a meditação diária da Palavra e as visitas aos descrentes (de porte em porta)...
Lembre-se : a Igreja voltará a Igreja primitiva neste contexto da adoração! Me refiro a CONSCIÊCIA no Espírito que os Apóstolos tiveram em relação ao Evangelho!
Se quiser ver a Igreja emergente crescer na Graça e no poder dando frutos dignos de arrependimento nestes dias...
Arregace suas mangas e vá em frente na perspectiva de esperança, de amor e na fé de dias melhores para todos!

Nele-Jesus, que é o Senhor das sete Igrejas do Apocalipse de João.

Alfredo 28/07/09

Sumário:

Igreja – feita de gente convertida ao Evangelho em assembléia – dois ou + reunidos em nome de Jesus.

“igreja” – instituição, organização, prédio, comunidade religiosa – gente que se institucionalizou.