sábado, 29 de maio de 2010

Sonho de-uma-visão ou uma VISÃO num sonho?

Ora, quem tem boa mémoria lembrará de que uma pessoa-irmã nossa teve um "sonho" acerca da igreja...MITD.
Leia:
Folhas secas caídas ao chão da catedral que abriga em seu seio a raiz de uma terra seca.

Ressequido estão vossos ramos de cuja oliveira haviam sidos enxertados.

A bravura de seus paladinos da sã doutrina tornou-se mais uma bravata endeusada em vossas retóricas religiosas.

A disputa pelo espaço geográfico e pela posição catedrática palmo a palmo e centímetro por centímetro. Já se tornou uma Jihad Santa.

Pudera Deus se transformar em assembléia na roda dos escarnecedores da ciência espiritualistica.

Há cheiro exalado de especiarias tipo "o caminho das Índias"...

Já não se sente o perfume de Cristo espalhado por todo o CORPO da Igreja.

A vida tornou-se refém das simulações de cultos e de seus arcaicos rituais.

O vaso está vazio e o no seu interior não existe nem a água para as purificações cerimoniais.

O sacro foi absorvido pelo profano... E alguns se deixam ouvir: "Quem for santo (separado) santifique-se MAIS ainda!"

O Mal se tornou um Mal bem maior do que o imaginado. Venderam os utensílios sagrados, sacrificaram um "porco" diante do Altar, profanaram o Templo, reconhecido dantes como CASA DE ORAÇÃO.

Eles (os sacerdotes) vomitaram as suas jactâncias no propiciatório do Sagrado!



As folhas continuam espalhadas e cobrindo todo o chão da igreja. Aparenta mais ser um pasto sem relva e onde as suas águas secaram.



Ouvem-se os berros das ovelhas, e o pastor aturdido pelo cataclismo espiritual fica inerte frente à possessão de um jovem não identificado o seu semblante.



O que poderia ser o Mentor da comunidade apenas prega um sermão melancólico e enfadonho, cuja maiêutica descortina os desejos dos homens em conduzir as coisas e as sentenças divinas em relação à humanidade.

E nesta figura de linguagem socrática o homem é réu confesso de suas próprias elucubrações...



Todavia, a satisfação do Inimigo impessoal de se manifestar num corpo, ainda que de um garoto, talvez revele a legalidade da disputa pelo território de um reino contra o seu próprio reino.



A espúria contra a Sã Doutrina causou um incesto ao jovem possesso, pois, são as riquezas dos pais que são entesouradas aos filhos... E nesta ordem, aos fiéis da irmandade.



Daí a loucura pelo poder fragmentada em partículas de ressentimentos e invejas....



O poder que predomina advém da força do ódio que as religiões fabricam por meio de seus adeptos.



E agora, o desgaste, a ufania, a desapropriação, a desolação, as deixas e os queixumes intermináveis.



Todos estes "fantasmas" se integram em aliança num desejo absorto de que tudo dera errado e o que agora toma outro rumo, direção, e horizonte. Resultará inevitavelmente em desemboque no mar das causas e dos efeitos, diagnosticados pelos "mentores" de DEUS!..



Oxalá Deus que esta visão não passe de um sonho. Doravante o que terá de vir virá e o Bem triunfará!



Deus continua trabalhando em meios aos escombros de nossas vidas.

E não dará ordem ao vento oriental para fazer varrer estas folhas murchas?



Vejam todos vocês homens inconseqüentes, o Senhor endireitará as veredas da Justiça que vós profanastes!



Uma oração: Senhor, por favor, permita de que este sonho seja apenas um sonho, mas, por favor, não permita de que este sonho deixe de abrir a nossa Visão em nome de Jesus Cristo. Amém!

Mano Serafim