quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Enquanto houver amor...


Enquanto houver amor...

Haverá alguém pra falar do bem que a vida é-tem...

Se não houvesse o amor a vida de nada valeria...

Enquanto houver amor o mundo há de passar, mas se não houvesse o amor vazio seria o meu falar.

Enquanto houver amor, a existência então o seria...
Se não houvesse o amor proveito algum teria, fria e sem razão, a vida então se esvaia...

Se não houvesse amor, a eternidade não existiria, mas porque há amor, a vida em graça se amplia...

Enquanto houver amor existirão homens falando de Jesus... Mas se não houvesse amor as prédicas ocas tiniriam.

Se não houvesse amor, em qualquer tempo, época, estação e em qualquer lugar, os sentidos das coisas se petrificariam...

Enquanto houver amor, a essência de Deus [imanente] habitará sobre todos, e encherá a Terra da sua Glória!

Todavia quando o homem diz sabedor dos desígnios [destinos e dos futuros] do próximo, sim, quando aí há profecias..., o amor se dissolve porque se dá mais crédito aos dons do que mesmo ao próprio amor...

Se não houvesse amor de nada e pra nada tal razão de ser seria, poderia entregar todas as riquezas aos pobres e discernir todos os mistérios da vida, mas nada eu seria se não tivesse amor...

Enquanto houver amor, a vida então valeria...

Mas se não houvesse amor, o tédio na vida se instalaria!

Enquanto houver amor -, por amor tudo se suportaria... 

Bondoso e libertador, humilde e consolador!

Não busca interesse e nem favor...

Se não houvesse amor, o mal penetraria... e assim se perpetraria.

Mas se houvesse amor o bem reinaria!

Enquanto houver amor a Aliança se manterá entre Deus e os homens!

Enquanto o amor existir, Deus também estará ali...

Nele, que é a Encarna-ação do próprio amor de Deus em pessoa,

Mano Serafim