quarta-feira, 29 de junho de 2011

Simplesmente Flor-mulher...

Por Mano Serafim

De antemão deixo a mercê da interpretação de quem leia este artigo que a minha opinião não agrada nem ao pólo machista e nem ao pólo feminista, e de lá ao movimento homossexualista..., Alguém já disse que, A mulher é o presente mais perfeito que Deus deu para o homem... E para que o homem atinja sua perfeição, precisará sempre da perfeição da mulher.
Todavia há quem afirme que a mulher seja perfeita porque do homem saiu e de sua carne e sangue foi criada, e com apenas um pouco de neurônios a menos (risos)...,
Ora, me parece que a perfeição não estejam nem na matéria-prima do barro e nem na essência do lodo, mas nas feituras engenhosas das mãos do Oleiro (Deus).
Se de Deus originou-se o “Perfeito” homem significa então, que divinamente o homem re-produziu a "Perfeita" mulher, aliás, homem e mulher Auto-explicam e explicitam espírito-mente-corporalidade a perfeição de o divino Ser...,
Os especialistas em comportamento humano, principalmente, no relacionamento conjugal, entre homem e mulher (heterossexual), ensinam que melhor seria se quando o casal brigasse não permitisse que o sol se pusesse sobre a vossa ira, ou seja, que fizessem as pazes depois de passado os momentos de ira, a falta de perdão numa relação [conjugal] quanto familiar é uma droga devastadora tanto emocionalmente como afetivamente...,
Da poesia se subtrai o necessário a vida em harmonia, leia-se assim: "Mesmo pôr entre as ruínas, a natureza faz nascer à flor. E, com ajuda do perdão, tudo pode ser reconstruído." E até mesmo um Éden particular , cujo jardineiro-Homem rege sempre a sua flor-Mulher na cultura orgânica do Amor (grifo meu).
No meu ver, fazer uma apologia da família como um verdadeiro Beste-Seller do Criador evoca a metáfora de Deus se fazer entendido no seio da família como num livro a ser sempre lido e compreendido em todos os momentos da vida em família – Pai, Filho e Espírito.
Quase sempre releio um provérbio rabínico que faz alusão a mulher de forma clássica e bíblica quanto sua gênesis e capacidade como verdadeira adjuntora hominal: “Cuida-te quando fazes uma Mulher chorar, pois Deus conta as suas lágrimas. A Mulher foi feita da costela do Homem, não dos pés para ser pisada, nem da cabeça para ser superior, mas sim do lado para ser igual, debaixo do braço para ser protegida e do lado do coração para ser amada".
Sendo assim, a mulher deve ser tratada com amor e proteção mais do que qualquer outro ser a imagem e semelhança de Deus. Entretanto nesta geração-sociedade hedonista e de morte, a mulher tem sido vista na maioria das vezes como um simples objeto para a manipulação doentia do homem..., Ao invés deste mal que atinge este século globalizado e que se arroga evoluído, a mulher em sua beleza e estrutura psicofísica deve, e tem que ser sempre tratada pelo homem como um vaso de barro e mais frágil, ou melhor como uma flor!
Certa feita o Filósofo alemão, Arthur Schopenhauer disse: “O único homem que não pode viver sem mulheres é o ginecologista.”. Eu discordo neste sentido veementemente do pensador, pois, eu não viveria sem ela(s)...a(s) flor(es)-mulher.

A mulher foi tirada de um homem assim como o varão nasce de uma mulher!
Logo um depende existencialmente do outro.
Eis um poema que escrevi para minha esposa:
AMO-TE
Beija-me você com seus beijos de sua boca, pois, melhor é o seu beijo do que o vinho feito de uvas  cabernet sauvignon..., Para cheirar são bons os teus aromas como perfume derramado é o teu nome: TICIANA..., Se tu não sabes, ó mais desejada e formosa entre as mulheres, és admiradas por todos, por causa da tua integridade. A sua mão esquerda esteja debaixo da minha cabeça, e a sua mão direita me abrace. Vê já se passou o inverno; as chuvas cessaram, e se foram..., Apareceram às flores na terra do nosso jardim secreto, o seu tempo de CANTAR chegou, e voz das rolas ouvessem em nossa casa. A figueira já deu os seus figos, e a vide em flor exala o seu aroma sedutor. Porém, ainda mais vivo e  mais pulsante do que antes.
Levante-te, amada, e vem, pois, o teu dia de celebrar já raiou na Alvorada. Vem amada minha, e assenta-te em meu colo, pois, desejo-te mais do que a minha própria alma! Apressa-te em vir, já não posso mais conter o ardente fogo que queima a minha alma, pois, dormitarei eternamente debruçado sobre os teus seios suculentos de amor...,
Deixe-me sentir o frescor de seus lábios a mim beijar, beija-me minha pomba, meu harém, porque já não mais viverei sem o teu amante amor.

De seu único-homem-amor

Escrito em 2006...

A.  Serafim