terça-feira, 8 de novembro de 2011

Erigindo o altar pessoal...

Jesus em seus dias disse que a promessa acerca de Elias vir antes dele já havia sido cumprida por Deus, aliás, Ele afirmou que João baptista era a representatividade de Elias conforme o altar deveria ser reerguido não para o lado de fora e sobre pedras lavradas pela religião vigente, porém, erigido um novo altar pessoal no interior de cada um que desejasse aceitar a repreensão de Javé.
- Mas antes Elias disse a todo o povo: Chegai-vos a mim. “E em resposta ao seu desafio todo o povo se chegou a ele; Elias restaurou o altar do SENHOR, que estava em ruínas.” (1 Reis 18:30).
Algo muito interessante neste acontecimento veterotestamentário de Elias no Monte Carmelo foi o fato de que antes de clamar por fogo do céu para lamber o altar, e assim consumar o desafio, ele se aplica a reconstruir o altar em cuja face divina ele estava.
Sabe-se que no altar é o lugar de sacrifício(s) e de atrair a manifestação presente de Deus.
O Novo Testamento diz que agora Deus habita em mim, portanto meu coração é o lugar de/do sacrifício -, é o altar do Deus vivo. E eu deste modo tenho uma consciência de que sou um altar ambulante, A Igreja que cresce na graça e no conhecimento espiritual, e que cresce pra dentro do meu próprio ser...,Semelhantemente a visão que Isaías teve quando viu Deus no seu  templo!
Daí o discernimento paulino de transição do culto que era realizado somente para o lado de fora, para as vãs exterioridades..., em um culto racional devotado a Deus, onde o crente possuído de uma nova consciência no Espírito, glorifica a Deus no tabernáculo do si mesmo.
Dois versículos adiante a Bíblia diz que Elias juntou 12 pedras e reconstruiu o altar naquele lugar.
E existe algo que nos convence quanto a isso, que em altar arruinado não cai fogo do céu. Deus não se manifesta Sua presença não é atraída, nada acontece com o altar em ruínas.
Nele te convido a eleger as nossas pedras e recolocarmos no lugar :
Tempo de oração - tempo a sós com Deus e meditação no silêncio (isso tem que ser de forma que não gere uma obrigação enfadonha, porém, prazerosa - o tempo aqui muitas vezes não importa, porém, a qualidade do muito ou pouco tempo utilizado). Motivação:AMOR.
Vida devocional - leitura e meditação na Palavra de Deus como aquele que busca ouvir a sua voz no coração como testificação. Motivação : AMOR.
Adoração - expressões de reconhecimento da natureza de Deus bondosa e benigna. Motivação: AMOR.
Louvor - expressões de gratidão pelos Seus atos de amor, compaixão e de misericórdias. Motivação : AMOR.
Santidade - vida moral, ética e desejos purificados pela prática da Palavra do Evangelho. Motivação: AMOR.
- crer no agir e no mover de Deus discernindo que é o Seu poder que em nós opera e sempre. Motivação: AMOR.
Família - tempo com meus(seus) filhos e esposa, sacerdócio peculiar seu como pastor-marido-pai-amigo-servo-irmão e cidadão. Motivação: AMOR.
Testemunho - conceito das pessoas a meu respeito ainda que a consciência alheia jamais deva ser trocada com a sondagem e convencimento pessoal que o Espírito proporciona a cada um em particular.Motivação: AMOR.
Comunhão - congregar, estar na comunidade, participar e interagir. Motivação: AMOR.
Finanças - dízimo, ofertas, generosidade, sendo que todas estas coisas devem ser motivadas por livre e espontânea gratidão em amor a Deus e ao Evangelho. E sem o uso nefasto das barganhas. Motivação: AMOR.
Ação social - participar das necessidades dos demais socorrendo os necessitados, pobres e miseráveis sociais. Motivação: AMOR.
Ministério - cumprir o que Deus me tem designado pela Graça que me tornou alguém suportável para os demais e que exerce bem o dom de mordomia. Servido ao irmão gratuitamente com se estivesse trabalhando pra Deus em sinceridade de espírito. Motivação: AMOR.
Certamente que a ordem exata não seja esta em termos de importância em algum "item" ou outro.
Penso que a somatização destes itens para mim é a tradução do "amar a Deus acima de tudo". Para você talvez algo precise ser retirado ou incluído, mas é importante que cada coluna do seu altar esteja em pé e não derrubada. Restaure, revise, invista, dedique-se. Busque de Deus orientação para fazer sua lista e reerguer o que porventura esteja derribado.

Feira-Ba,
08 de Novembro de 2011.
Mano Serafim