terça-feira, 17 de abril de 2012

Crente meia-boca...



       O cinismo espiritual tem tomado conta de muita gente boa no Caminho...
Quando o crente sofre com esta síndrome, o mesmo vive anestesiado consciente-mente. Cria-se uma muralha em volta de si, e passa  a pensar e a se enganar subjetivamente em razão de agora como crente “salvo” em Jesus, Deus o compreende ao ponto dele pecar deliberadamente, por que uma vez “salvo” será “salvo” para sempre....E o resultado disso é a exclusão de todos quantos não concordam com a sua fé ideológica e crendices obscurantistas.Só lhe restando uma opção, de “filho exclusivo de Deus” e que desde já passa a fazer parte da família de Deus na Terra!
Enquanto seu ventre incha como quem carrega um rei na barriga, o seu coração agiganta de arrogância em arrogâncias. E para que venha distorcer tudo de agora em diante , nada poderá o impedir. E tudo já começa com uma poderosa  oração presunçosa...
Jesus explica muito bem esse “fenômeno” do crente meia-boca: "Dois homens subiram ao templo, para orar; um, fariseu, e o outro, publicano. O fariseu, estando em pé, orava consigo desta maneira: O Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros; nem ainda como este publicano. Jejuo duas vezes na semana, e dou os dízimos de tudo quanto possuo. O publicano, porém, estando em pé, de longe, nem ainda queria levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: O Deus, tem misericórdia de mim, pecador!”
Jesus Conclui dizendo aos seus ouvintes: “Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado." (Lc.18.10-14).
 É essa, uma dentre centenas de outras doenças de crente. A de procurar sempre uma meia-boca com Deus e com os fariseus. Uma “justa” forma de nos auto-justificarmos em relação do que somos ou em qual condição estamos de PECADORES neste corpo de morte!
E é claro, o que não nos faltarão são as DOUTRINAS SACRAMENTADAS aos TRADICIONALMENTE ESTEREÓTIPOS DENOMINACIONAIS COM SEUS DEVOCIONAIS.
-- Compreendo discernindo em mim de que o cabra justificado de seus pecados será sempre aquele que em JESUS se santifica pela via-de-mão única, pela fé (sacrifício vicário de Cristo no Calvário), ou seja, é JESUS que estando neste quem: o santifica/justifica/inocenta diante de DEUS - hoje, amanhã e sempre, - E acabaram as balelas meritórias das UNÇÕES E DOUTRINAS de UM EVANGELHOCUMBA!!!
O mandamento é-foi; “Pegue a sua cruz depois de mim e siga-me!
E para quem deseja outros caminhos que não seja o da cruz, busquem as doutrinas das vitórias sem sacrifícios; as teologias de luxo dos dízimos veterotestamentários; e da subserviência das visões da face da terra..., vos garanto que tem aos seus gostos e variedades. Só irá depender do freguês!
Todavia, vale salientar que, João Batista (tido como maior que dos homens nascidos de útero de mulher) E CHEIO DO ESPÍRITO SANTO DESDE O VENTRE DE SUA MÃE; Maria mãe de Jesus; Pedro; Paulo; os irmãos de Jesus; Lutero, Madre Tereza de Calcutá; Silas Malafaia, Billy Graham, Alfredo, Claudio, o Papa; o Paipostolo, Evangélicos e etc. Todos esses  que assim se configuram como um ente-ser ético-moralmente SÃO apenas um prato de excrementos de vaca pra DEUS, caso fossem diferente um do outro ou o todo de que se faz um, a santificação Nele seria debalde. Se liga cara!
O que é preciso como/quanto salvífico é ESTAR  em CRISTO, os demais são sombras de uma alma deformada pela Queda em abismo sem fundo..., ora, a natureza humana é CAÍDA-caidona! (examine Rm.8).
Daí a verdade existencial de que em mim nada produz(ir) de beleza santa que me introduza sem a Graça de Deus em Seu bendito Santuário, e lá permanecer pra sempre... Entretanto, fora Ele quem decidiu em mim se manifestar sem merecimento algum de minha parte, mas em mim Deus penetrou como quem deseja habitar.
Sem a Graça de Deus eu jamais resistiria ao peso da Sua Santidade!
E mais,
Citando Paulo: "Ele se esvaziou de tal modo que se tornou homem”!  - A fim de devolver ao homem a sua identidade que o mesmo havia perdido, e em si se perdido.
Claro que estando nós no evangelho e ao evangelho pertencendo de ato de direito e de verdade devemos nutrir um bom relacionamento com os irmãos e as demais pessoas. Sem dúvidas!
Ora, e isso é a vontade de Deus para nós, Igreja.
Conquanto, a relação, os atritos e os embates serão impossíveis de serem evitados na caminhada (ireis mas não pequeis, algo estaria errado com a Palavra se nos impedisse de nos irar) - obter a santidade e a paz entre os irmãos e no mundo não são coisas fáceis de ser e de viver (mas é possível sim) - aliás, quem não peca atire a sua primeira "praga" contra você mesmo (julgue o que você está propicio a cometer amanhã).
O viver interrelacionalmente é  dado ao querer pelo simples DEVER DE AMAR ao próximo. E sem barganhas!
"Amai-vos uns aos outros assim como eu vos amei!"
Aliás, estar confinado dentro de uma instituição evangélica e não discernir o viver em espírito de comunidade só aumentará a nossa clausura existencial...É o fato de suportar um ao outro por amor crisítico sem as drama-turgias dos falsos irmãos, e sem as orações intercessórias  meia-boca...,E o que tem de crente meia-boca em nosso meio semelhante ao fariseu da oração acima não se pode contar!
Nesta mesma fórmula do/de amor, Jesus cingiu-se de homo-humildade para que os homens através dele pudessem retornar ao início de tudo que a si, se diz respeito - a Graça existente em cada partícula do DNA humano condensado em forma de energias imanentes...
Que vai do simples objeto de apreciação e do toque ao ouvir interiormente do seu chamado de amor pra a Vida abundante!
O homem sempre será homem enquanto Deus sobreviver ao caos humano que tenta loucamente destituí-lo de Si Mesmo!
Jesus nos ensina que nem a força do pecado, e nem o crente-pecador discerne nada de nada (observe nas orações entre o publicano e o fariseu essa ação da Graça de Deus em absoluto, sem a ação e a reação entre Causa e Efeito), mas Deus em Cristo RECONCILIA o Mundo todo em Si Mesmo como uma partícula atômica em ação no universo - esta briga Ele já comprou e faz tempos.
Portanto, euzinho aqui, um fragmento biológico sujeito as mortandades da vida, e que para ciência não passo de química orgânica e poeira cósmica, sou apenas um RECEPTOR desta Graça magnificente e ferramenta de Deus na existência de minhas meras percepções!
E tem mais, se naquele Dia o Senhor não se pronunciar ao meu favor por encontrar uma falta de ortopraxia em mim estarei perdido por enquanto confiar cegamente em Seu amor por minha alma(se nada eu sei senão experimentar de seu puro amor)...
Daí a convicção de que estou no Caminho, não me permite retroceder.
Vez ou outra vem a mim um tipo de oração meia-boca, na esperança de me auto-justificar meritoriamente diante do injustificável sentido e razão de que em mim não há JUSTIÇA PRÓPRIA, mas logo me re-des-cubro e me vejo nu e sem nenhuma roupa-gem que porventura me esconda dos olhos vivos do Senhor, o qual ver além no mais profundo abismo...
"Eu era pobre-cego-nu  e perdido sem Deus e sem Jesus.
Mas, Ele estendeu as suas mãos para mim..."
E, Nele
Mano Serafim.