domingo, 18 de agosto de 2013

Des-alienize-se


O Mundo não precisa de mais máquinas humanas em demanda de um nefasto sistema alienador de seu próprio ser e semelhante-, ainda que a ambição humanoide solicite cada vez mais seres robotizados-padrão(a humanidade é desumana), porém, a nossa emergente prioridade são de homens desmaquinizados humanamente.
Homens de caráter restaurado e íntegros em seus contratos e promessas políticas.
Homens cujo brilho não se ofusque pelas trevas da corrupção, traindo o povo que o elegeu como o seu representante político.
Homens verdadeiros paladinos da ética e do amor ao próximo.
Homens de coração de carne e permeados de emoções fraternais.
A humanidade necessita urgentemente de homens humanizados e comprometidos com uma causa superior, que esteja além de seu pulsar ideológico, porém crentes e pactuados com a felicidade, paz e prosperidade universal, incluindo os negros, os brancos , os índios e todos os miscigenados.
Homens que lutem pela não escravidão de seu semelhante em qualquer espaço e sociedade, mas que se preciso for, doem suas vidas em pró de todos os humanos des-robotizados, sobretudo, pelos desumanizados pelos arrogantes e degenerados maquinizados homens maus.
Homens tiranos e corruptos sobem ao poder e se perpetram nele.
A conquista deverá ser coletiva e não centralizada nem canalizada para uma classe selecta, favorecendo a pequenos grupos sociais.
No Planeta há espaço para todos, existe alimento para alimentar a todos os habitantes da Terra. Todavia a ganância humana degenerativa possui um apetite maior que a fome que assola os pobre e miseráveis de todos os continentes.
Que sucumbam todos os tronos, impérios e potestades que dominam com vara de ferro e opressão sobre o povo, sobre a aureola da humanidade, dando-lhe a paga com miséria, violência e morte.
Homens livres e honestos habitem toda a terra por séculos e mais séculos, antes que a saraivada de ira-por-ira e os meteoritos do ódio-pelo-ódio caiam sobre nossas cabeças, esposas e filhos se estendendo por outras gerações.
A guerra ainda não acabou e a batalha por uma justa justiça social igualitária continua. E deve suceder de pais para os filhos até chegar a primavera dos verdes pastos...,
O convite é para vir para a vida, vida livre, saudável e sem escravidão psico-social.
Viver a livre escolha de morar e pertencer a um País de regime democrático!
Mano Serafim