sábado, 16 de agosto de 2014

Imagem


O que você vê por trás da cortina da sua existência?
Me revela a sua subjetividade existencial que eu te mostro a minha vida como um open book. Quem arrisca atravessar um caminho que o leve para além do limite do que se possa cruzar?
Existem caminhos sem volta; atalhos que fisgam um abismo e o abismo outro abismo; lacunas que estão cheias de labirintos e vozes que vêm de fora que em nada nos ajudam, mas servem muito bem para nos deixar paranoicos.
Quem se arrisca a exercer o que se é sem os plágios da sua auto-imagem e os alaridos da modernidade costumeira nos ditando massageada-Mente dia e noite : "O que mais nos valha é a própria falta de percepção, elucubremos a sensação e o modismo, do dito: ESTÁ NO AUGE A IDOLATRIA DA AUTO-IMAGO DO QUE SE PAREÇA SER..."
Todos nós de alguma forma e maneira somos enganados e enganamos.."bendito" seja todo o nosso "EU-engano"!
Quem, mas quem?
Tens coragem ou tolice de sobra?
Cuide-se para que ninguém vos engane e você engane a si mesmo pelo ego disfarçado em muitas nuances de seu eu verdadeiro!
Seja a você mesmo, em qualquer lugar, situação, graça e vivência . 
E mesmo que isso te custe o valor que somente uma alma possua, o da sobrevivência a sedução ante a fantasia da vida, como da distorção da auto-imagem e da enganação de seu "eu".
Você é o seu "EU" verdadeiro, não aceite pirataria!
Suba e desça sobre o palco da existência, sabendo receber os aplausos justos e as vaias devidas. 
Desça-subindo do pedestal da arrogância e suba-descendo um degrau na humildade, pois a sabedoria abraça quem aprendeu pela unilateral humildade de espirito que é descendo que se sobe como ser humano gente fina, e é subindo nas asas da altivez que se desce como inumano na vida.
Ah, e nunca esqueça que no caminho: "Deus abate os soberbos e exalta os humildes" ( procure nos evangelhos - risos).
Mas deixemos de delongas mais...
Você cruzará uma linha que não seja para a sua qualificação como pessoa evoluída e amante neste planeta ou ficará se lament(chor)ando sobre uma pedra?
Lembre-se, a existência te convida para uma vida abundantemente longeva numa perspectiva de fé prática e existencial no evangelho, amor desprendido e lucidez mental no Espírito.
A graça é latente, patente e envolvente!
Contudo o signatário da sua história é você. Escreva-a!

Mano Serafim