quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Fly


Finja que a dor não existe e mate-se aos poucos...pois, quem aprendeu a somente receber rosas se espetará com os seus dadivosos espinhos.

Finja que o amor é fugaz e verá uma rosa ser transformada em espinho.
Finja ser grande e o mundo lhe mostrará pequeno. 
Torne-se humildemente pequeno em espirito e entenderá que é descendo que se sobe.
Finja enxergar tudo e o cego lhe mostrará o caminho da sensatez...
Finja ser bom e o vento te levará ao inferno das boas intenções.
Finja ser e a existência lhe revelará o que você apenas parece...
Finja viver e o acaso lhe roubará os sonhos.
Finja discernir o bem e o mal lhe cobrirá de trevas...
Finja, finja, finja e finja...
Enquanto não cansares de ser um "fake" e então refletir olhando para dentro de si. 
O que é já se foi e o que se foi já não é mais.
todavia, o tempo presente cobrará mudanças radicais para a sua alma, visto que o fingir fazendo de conta, foge de toda e qualquer autenticidade de ser você e de possuir a si mesmo com vera autenticidade.
Pare de fingir, quem muito finge foge de sua realidade existencial, mas pare antes que de si, te percas totalmente.
M Serafim