sexta-feira, 10 de junho de 2016

Feio, rebelde e das ruas


Jesus foi o primeiro homem "despolitizado" a suavizar as leis...
Jesus foi o cara a-machista que mais valorizou o universo feminino em todos os tempos, como também as mulheres machistas sob uma sociedade judaica patriarcal.
Quem lembra de Dorcas, Junia, Maria Madalena?
Imaginem aí, Jesus recebendo a ajuda financeira de mulheres que o ajudavam em seu ministério?
Aliás, as sociedades sempre foram patriarcais.
Há quem negue?
Sob a ótica do politicamente correto de hoje, Jesus não escaparia da figura de um anarquista de mão cheia (para quem não sabe, antes mesmo de me xingar, anarquismo tem múltiplos conceitos, tá?): Ele fez secar uma figueira acendendo a ira dos guardiões do meio ambiente cometendo assim crime ecológico; Ele invadiu uma propriedade particular e saqueou espigas de milho para saciar a fome de seus discípulos; foi radicalmente contra todas as estruturas de poder e sistemas religiosos que fizesse do ser humano o seu papel de mercado, capital e exploração.
Em Jesus quem não aprende a ser a si mesmo e liberto de todas as possíveis amarras ideológicas, idolatras e religiosas.
Apenas não entendeu nada sobre-e-sob o Evangelho e do Cristo passou batido!
M Serafim