sábado, 22 de outubro de 2016

Bem simples assim?



A Ciência descobriu que o Universo ora se dilata, ora se contrai. Semelhantemente seguindo na mesma toada do coração humano num processo indeterminado de diástole e sístole, embora isso também seja ciências. E isso é simplesmente magnifico.
Nesse mar cósmico negro viaja uma luz em direção ao infinito, gerando duvidas e mais duvidas nas mentes finitas dos cientistas...
Vibrações, energias, gravidades e extremos.
Vivemos num universo que nos atrai e que ao mesmo tempo estamos interligados a ele por força, por energias e por emoções.
Quantas dimensões envolvem o Universo em que habitamos?
Os extremos se tocam, se repelem, ou, se conectam?
Em qual ponto ou polo estamos agora?
Interagimos com outros universos paralelos ao nosso?
Por qual razão existimos?
Qual é a lógica de tal Sistema Solar?
Num tempo espaço onde as leis da física tradicional não fossem fixas, a quebra de qualquer protocolo nos traria um caos...
Aliás, de caos em caos, o Universo vem sendo formado.
Imagina se um "dia" o Sol resolvesse não dá as caras?
Do que seria de nós?
Dos seres vivos deste Planeta água?
Lembrei-me do maluco beleza, Raul Seixas - "No dia em que a Terra parou". Mas foi um sonho.
Você já observou abaixo da plataforma continental?
Onde os raios solares não alcançam?
Negritude total. E oxigênio zero (força de expressão).
As criaturas que habitam essas regiões abissais nada nos agradam a retina...elas são esteticamente abomináveis em relação a beleza das criaturas 'produzidas ao Sol'...
Deus dadivou ao homem o dom da apreciação artística, o da contemplação filosófica e do raciocínio cientifico...e não lhe negou a fé.
Embora, a nossa vida aqui na Terra seja de uma ameça imensa, nas profundezas dos mares a vida segue de gênesis a gênesis...
Deus não parou no tempo; ele não findou a sua criação, ele apenas deu uma pausa e continuou a criar...e por conta disso nos exige fé.
E é o que é mais importante e o que nos faz viver.
Sem fé é impossível agradar a Deus e a Ciência.
De onde vem o alento para continuarmos lutando e vencendo as adversidades do próprio existir?
Eu sei, muitos de nós não pomos a cara na janela e nem os pés da porta para fora de casa antes de consultar-se o horóscopo na net...
Viver é um perigo.
Mas é ótimo!
Já que a vida é comprovadamente curta em relação a existência do Paneta Terra, seria bastante salutar observarmos um modo simples, saudável e suave de se viver a vida sem muitos nós, embaraços e novelos...
Levar a vida com um pouco de desvelo, descompromisso e despretensiosa alegria, faz bem para a alma e a nossa mente agradece.
Eu sei, existem muitas responsabilidades sobre o nosso lombo, mas isso não significa que devemos buscar fardos e jugos maiores que nós e que os nossos...cada um deve saber e conhecer as tralhas que têm...,
Veja a vida que leva uma cabra montanhesa; a vida de desfadiga que um golfinho leva...e também atente que um balão só consegue alçar voo e manter equilibrado nos ares quando o mesmo consegue desvencilhar-se de alguns sobre pesos.
Deixa, permita que o sol pela manhã bem cedinho beije o seu rosto e te dê mais uma chance de trabalhar, produzir e construir enquanto é dia.
Agradeça mais a vida.
Se der para fazer tudo que tenha programado ou previsto, amém. Mas se não deu tempo, deixa para amanhã, mas não desista - isso é importante.
Apenas seja consciente, paciente e viva um dia de cada vez. O futuro te presenteará com saúde e sem ansiedades.
Protelar, talvez, seja um dos pecados capitas de todos nós.
Permita ser refeito, deixa a correnteza levar o que ficou de escombros em ti. Tsunami, furações e vendavais acontecem com todo mundo e no Mundo.
Fuja da ditadura social de ser feliz sempre..., como que para ser feliz consigo mesmo e com a vida exista um método para todos.
Uma hora dessas, um "apocalipse" emocional nos pegará de surpresa, e aí?
Sobreviverá quem estiver firme no "conhece-te a ti mesmo"!.
A gente começa a ser feliz ou se dá conta que é feliz, sendo.
Simplicidade no viver e amor são "fórmulas" exatas.
M Serafim