domingo, 4 de julho de 2010

Você gostaria de ser um anjo?

Se para “ser” é o viver debaixo das imposições do dever-de-ser para ser quem não é. O difícil é realmente deixar de ser o que já nasceu sendo. Portanto, se o negar a si mesmo implica em renunciar a sua própria vontade de ser e reproduzir em si à imagem de outro.


De nada diferencia do dever tirano do ter-que-ser para que desta maneira viole a própia vontade de ser a persona de que sempre foi.

Ora, se o levar a cruz admite ser o renunciar a esta vida e decididamente procurar viver o que jamais desejou ser, ou se ter nesta vida.

Desta maneira não creio que exista saúde no Evangelho. E o que há é uma marmelada para nos enganar e nos aprisionar a alma semelhante ao budismo.

Ainda que a essência de nossa espiritualidade se apoie nos tentáculos da ignorância.

A certeza de que nos move em direção do alvo das incertezas poderão nos levar a uma auto-imagem negativa. E no pior das hipóteses: A uma crise de identidade de/do SER. O ser que nascemos para ser...E morrer para “si mesmo” e espontaneamente ser a si mesmo!

E no mínimo e filosoficamente chegar ao descrédito de que na existência, a vida só nos obriga a viver na cegueira do louco conhecimento que não enriquece a alma. Embora a fé seja definida por muitos, como um fenômeno- sendo assim não se explica, mas apenas se aceita no recôndito do ser!

Sabe-se que da filosofia se derivam outras ciências: psicologia, antropologia, astronomia etc.

Conquanto a fé não é filha da filosofia. Posto que a dúvida seja o argumento fundamental da filosofia, porém para fé serve apenas de pedra de tropeço.

Sem fé é impossível agradar a Deus!

E fazendo uso da fé e quando deixo a minha imaginação fluir , passo a escrever o que se segue...

A Bíblia fala de Super-seres e os coloca acima deste plano, acima das leis da física, acima da metafísica e da física quântica. O salmo chega a afirmar de que estes seres superiores estão acima em poder e força dos homens!

Daí o fato de se crer que tudo que está além da razão, da percepção, do contato, dos olhos, da arte de pensar, ou seja, distante dos “olhos” das analises cientificas e de seus vetores. Mesmo que seja cientificamente provada a sua realidade abstrata! Se defina como: espiritual ou paranormal.

Todas as energias, aparatos, forças, massas, corpos que conhecemos e estudamos até hoje nos dão informações de algo que já existia de variadas formas e constituições existenciais. Fato este que se comprova nos estudos geológicos de eras passadas.

Crido nisto e devido às prerrogativas da física quântica e da neurociência que avançam como a velocidade da luz a cada dia nos centros de estudos do comportamento humano e do parelho cerebral, a mente humana tem evoluído tanto que hoje já é possível se fazer contatos com seres de outras dimensões...

Se alguém aparecesse na TV falando que hoje é possível se comunicar com anjos.

Você se escandalizaria com isso?

No espiritismo o contato com os “espíritos” é algo comum!

Portanto estamos a um passo quântico de adentrarmos no recinto metafísico de seres superiores a esta criação. (é só um pensamento). Talvez exista alguém próximo, de perto mesmo sendo de longe a sua habitação, ou lá na sala nos esperando a fim de querer se comunicar com a gente!

Ainda que tal contato-comunicação não seja através de palavras, mas que seja de alguma forma compreensível... Tente imaginar qual seria o grau de contato.



Então você diz: “Deus não autorizou aos anjos a se comunicarem com os humanos!”.

Isto é, se você acredita na existência e companhia de Anjos.

Pois, posso perceber a sua presença, discerni-los qual sejam o seu aparato, suas energias, suas sutilezas, suas ministrações e as suas performances, e isso para mim independe das formas e conceitos do que se crer e como se pinta as caricaturas angelicais nas religiões e no esoterismo.

Zoroastro que o diga!

Do que dizer acerca de sinais no Céu, Ovnis, discos voadores, E.T.s e uma variedade de corpos cósmicos voadores jamais identificados?

Não, eu não sou adepto da UFOLOGIA, entretanto associo as manifestações sobrenaturais de anjos e demônios de varias vertentes e facetas.

Eu não me atenho em conceitos humanos de beleza em relação às coisas espirituais. Creio que nem tudo que se apresente para nós esteticamente horrível seja uma manifestação do mal...

Não vejo o real invisível da mesma maneira que observo o físico.

Acredito de quem nem sempre o que acontece aqui no plano físico e natural tenha alguma influência relevante com o plano espiritual.

Eu sei que o Céu está “ligado” a Terra, segundo a Palavra de Deus nos Evangelhos. Todavia , entender tamanha complexidade cósmica, onde o próprio Universo formado está em expansão, onde centenas de universos são criados a cada dia, onde bilhões de galáxias se formam através do caos cósmico – Os buracos negros que sugam todo tipo de corpo que se aproxime deles; ao contrário, os buracos brancos de onde emanam energias, luz, corpos celestes etc. Todo um processo de evolução dada a Criação do Eterno. Um Deus dinâmico e perfeccionista que não descansa e nem pára de trabalhar até hoje.

Tudo se converge ao infinito e paradoxalmente se detém no finito ser que se arroga o protótipo ser da Teologia da causa e do efeito...

Sem o homem, Deus não seria Deus.

Deus só é razão se ao homem parecer bom.

Deus só existe para abençoar o homem. O universo feito apenas de dinossauros e sem a presença do homem seria uma lacuna na pré-ciência do Eterno. Assim pensa o homem!

Pergunto: Será que Deus sente saudades dos DINOSSAUROS?

Ora, no livro de Jó relata de que quando Deus Criava o Universo e as criaturas visíveis e as invisíveis – Os anjos se regozijavam e festejavam alegremente com a fascinante imagem de registrar o Gênesis do grande Arquiteto do Universo!

E tais criaturas jamais conjecturaram o porquê de se fazer o homem, ou o porquê de Deus os ter feitos anjos!

Somente o homem que loucamente deseja ser um ser que jamais se poderia ser...

Desejariam que o Senhor me concedesse uma visão além de 3D , afim de poder vislumbrar com tamanha maravilha por trás das cortinas da existência, do infinito, e do invisível .

Mas eu também sei de que homens e anjos foram dotados de livre-arbítrio. Já ouvi alguém dizer que “antes” da queda de Lúcifer + uma terça parte da estrelas do céu, os anjos possuíam escolha própia, e hoje mais não!

Já o homem sempre foi dotado do livre-arbítrio e morrerá com ele!

Eu simplesmente entendo de que Deus quando criou os homens, Ele desejou que eles fossem semelhantes aos anjos eleitos...

E não acredito que criaturas dotadas de consciência como os anjos e os homens, de alguma forma sofram alguma transformação no que tange a sua idiocrasia (idiossincrasia).

Portanto gente boa de Deus, assim como o ser é algo essencialmente atrelado a sua constituição de gente, e ser anjo é a essência de sempre ser anjo. Tais criaturas jamais foram obrigadas pelo Criador a serem quem jamais pudessem ser, ao contrário disso, o Próprio Criador concedeu esta liberdade as suas criaturas: homens e anjos. E na História do A.T. podemos ver homens com semblantes de anjos, e anjos com aparência corpórea de homens!

Conquanto que os mistérios que envolvem a CRIAÇÃO e EVOLUÇÃO se fundem ao passo que a natureza hominal se deriva da essência angelical [no pensar teológico isso seria uma heresia].
Posto isso, redimido a natureza hmana caída mediante o pecado, o homem retorna a sua natureza 'angelical' e aí tal hibridismo está feito (rsrsr)!

Ainda nos anais remotos do livro de Jó. Podemos encontrar tal colocação feita por Jó: “Deus achou loucura até em seus santos anjos!”.
Então, eu pergunto: Há loucura no homem?

- Jesus disse que seríamos semelhantes aos “FILHOS DE DEUS”- Benai-Elohim (Jó.3)- traduzido quer dizer: Anjos
Calma gente! é só um pensamento meu.

Posso?

Afinal, me chamo: Serafim.


Um Mano beijo,

A.Serafim--------------------------escrito : 07/05/2009