quinta-feira, 29 de abril de 2010

Jesus é: o Logos, a Palavra e o Verbo de Deus antes das Existências...



Se atentarmos para a teoria de que antes de qualquer Palavra anunciada na eternidade por Deus, o que se disse, mas não se ouviu por nenhuma criatura fosse: "Haja Cruz!", passaremos a enteder melhor o Evangelho da Graça de Deus revelado em sua Palavra...Ou seja; tudo provém de um SUPREMO FAVOR IMERECIDO.
O Logos (em grego λόγος, palavra), no grego, significava inicialmente a palavra escrita ou falada—o Verbo. Mas a partir de filósofos gregos como Heráclito passou a ter um significado mais amplo. Logos passa a ser um conceito filosófico traduzido como razão, tanto como a capacidade de racionalização individual ou como um princípio cósmico da Ordem e da Beleza.
No que tange a Razão enquanto substância ou causa do mundo, os antigos gregos criam no caos cósmico e na ausência de massa no universo...
Daí se instala um abismo filosófico de o homem não saber de quando de fato veio a ser homem, isto é, a possuir uma consciência existencial como pessoinha que é.
Logo, se eterniza a grande dúvida quanto à espécie animal homem: Ser ou não Ser, eis a questão! E além de possuir tal Self ou instinto de sobrevivência probatória.
Assim refere-se pela primeira vez Heráclito:
“Os homens são obtusos com relação ao ser do Logos, tanto antes quanto depois que ouviram falar dele; e não parecem conhecê-lo, ainda que tudo aconteça segundo o Logos”.
No Começo dos começos, Deus ERA-FOI e É o Logos..., E no fim de tudo É-SERÁ o Logos.
É o Logos que sustenta o que Existe, pois, nEle tudo subsiste!
E nada do que foi feito se fez sem a Sua volição emanante!
E o Logos se fez carne, ou a Palavra de Deus tabenaculou entre nós, como gente, e em nós, como revelação através da fé em Deus!
Na teologia cristã o conceito filosófico do Logos [Palavra, Verbo] viria a ser adaptado no Evangelho de João, o evangelista se refere a Jesus Cristo como o Logos, isto é, a Palavra: "No princípio era o Logos, e o Logos estava com Deus, e o Logos era Deus" (João 1:1).
Deus é o Verbo antes de tudo ser feito, e nada do que é se fez sem o Logos, que é a Palavra de Deus em AÇÃO no universo criado!
O Logos vem antes de antes se saber do que se possa saber das existências e dos mundos atemporais...
Não há como explicar o Mistério que compreende a Palavra-Logos-Verbo, não obstante, é o Cordeiro que foi imolado antes da fundação das fundações, seja qual for à dimensão de existência, mas que no plano horizontal, o qual também é chamado de Jesus, o Emanuel, Deus conosco, o Cristo, o Evangelho, a Revelação que de Deus se possa ter e conhecer...,
O Logos se manifesta como a Graça de Deus no meio dos homens – este mistério não foi revelado nem mesmo aos santos anjos no céu!
O Logos é existencialmente a Palavra-VIVA e falada por Deus em constante revelação no tempo e no espaço na História das histórias!
A Palavra é o Logos de Deus no RHEMMA da Encarnação, ou a VONTADE de Deus em ação na criação como um todo. Portanto, na Bíblia poderá conter o Logos (a palavra escrita ou o conhecimento daquilo que Deus disse e foi registrado) e o Rhema (é usado para representar o sentido pessoal que o Logos assume para um indivíduo ou grupo em particular por meio de um interlocutor.
Conta-se que durante os III primeiros séculos do Cristianismo os filósofos e líderes das comunidades primitivas insistiram nos 2 pontos seguintes:
- A perfeita igualdade do Logos-Filho com Deus-Pai.
- A participação da natureza humana no Logos.
Desta forma, Deus possuía o Verbo em Si mesmo, e o Verbo era imperceptível para o mundo criado; mas fazendo ouvir Sua voz, Deus tornou-Se perceptível. Gerando-O como Luz da Luz, enviou como Senhor da criação Aquele que é Sua própria inteligência. E este Verbo, que no principio era visível apenas para Deus e invisível para o mundo, tornou-Se visível para que o mundo, vendo-O manifestar-Se, pudesse ser salvo.
O Verbo é verdadeiramente a inteligência de Deus que, ao entrar no mundo, Se manifestou como o Servo de Deus. Tudo foi feito por Ele, mas Ele procede unicamente do Pai (…).
O Verbo, portanto, Se tornou visível, como diz São João (…) o Verbo por quem tinham sido criadas todas as coisas”.
Sim todas as coisas vieram a existir e a respirar conforme o Logos determinou!
Ora, e a Sua ordem em amor é : “permaneçam na minha Palavra!”

Mano Serafim